Para todo lado vemos discussões sobre como será o “novo normal”, termo que já pode estar desgastado ou até saturado, mas convenhamos, mudanças são importantes. Adaptações já estão sendo necessárias desde o início da quarentena (ou desde sempre e sempre serão), mas o que esperar e como se preparar para seguir em frente?

Em meio à paralisação repentina dos trabalhos, médicos e profissionais da saúde se encontram perdidos por não conseguir atender pacientes em seus consultórios. A situação é crítica, já que o novo coronavírus (COVID-19) tomou conta dos hospitais e clínicas pelo mundo, mas, infelizmente, a população ainda possui outros problemas de saúde que necessitam de atendimento médico e as pessoas estão sem poder sair de casa. E é então que a Telemedicina se faz presente.